Evite usar copos descartáveis na sua empresa

Evite usar copos descartáveis na sua empresa: Use uma Caneca Personalizada.

Para darmos início a este post é necessário que você responda de antemão a três questões:

Hoje, quantas vezes você tomou café na empresa em que trabalha?
Quantos copos de água tomou?
Quantos copos descartáveis utilizou?
A utilização de copos descartáveis já faz parte do nosso cotidiano e as pessoas não conseguem imaginar a vida sem eles.

No escritório ele é a forma mais utilizada de se tomar café, água, chá ou qualquer outro coisa que possa utilizar-se deles como recipiente.
Além disso, ele é comumente utilizado em festas de aniversários, churrasco ou qualquer outra comemoração pela praticidade que oferece. Afinal, ninguém precisa ir a pia constantemente apenas para lavar copos. Viva a praticidade!

Mas ao utilizá-lo as pessoas desconhecem os riscos que eles podem causar a médio e longo prazo ao meio ambiente.

O tamanho do problema
Para se ter uma ideia, o tempo de decomposição de um copo plástico está entre 250 a 400 anos. Ou seja, tantas gerações passarão e o copo ainda existirá. Um “vida” contraditória, pois mesmo sendo utilizado de forma tão rápida, é apenas após alguns séculos que irá se decompor.

Agora faça as contas das milhares de unidades utilizadas na sua empresa e veja como isso pode afetar o planeta que seus filhos e netos herdarão.

Expanda um pouco mais o seu pensamento, imagine os copos plásticos utilizados em empresas só da sua cidade. Bom, não precisamos abrir muito essa análise, você já deve ter percebido a gravidade do assunto.

E a tal reciclagem?
Hoje, o copo plástico é o resíduo sólido urbano menos reciclado ao redor do planeta. Um dos problemas para a baixa incidência de sua reciclagem é o valor pago pelo kg do copo plástico pelas empresas e cooperativas de reciclagem. Entre apenas R$ 0,20 e R$ 1,00.

Por ser leve, se faz necessário uma quantidade muito grande, que também faz o volume ser maior. Com isso os coletores de matérias recicláveis o evitam e preferem outros materiais. Ao baixo preço pago pelas empresas de coleta também são creditadas as dificuldades da reciclagem do produto industrialmente.

O composto químico utilizado para a produção deles é o poliestireno, que é considerado uma matéria prima barata, portanto não compensaria, comercialmente falando, reciclar um composto que já possui custo baixo. Esse procedimento de reciclagem pode ser mais caro que a própria produção.

Como não existe coleta adequada dos copos plásticos e o interesse das pessoas, que coletam material reciclado, não é grande, eles acabam sendo jogados em aterros sanitários comuns e isso também é um risco.
O plástico impermeabiliza o solo e isso afeta diretamente a decomposição de lixo orgânico.

Vale lembrar que essa informação é referente a coleta seletiva de lixo e portanto com a correta, se podemos chamar assim, ação do cidadão em jogar o copo no lixo comum.

Se levarmos em conta os copos que são lançados diretamente nas ruas, praias e outras localidades que não sejam o lixo, os resultados podem ser considerados ruins.

Pesquisadores da Bahia perceberam que 20% dos peixes coletados nas praias de Salvador apresentar amostras de pellets, uma micropartícula do plástico. A situação é tão preocupante que já foram encontrados vestígios desses pellets na composição da água da região.

Os riscos vão além do meio ambiente!
Os copos plásticos possuem em sua composição uma substância chamada Estireno e conforme pesquisa desenvolvida pelo Instituto de Química da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em contato com o café quente, o copo pode liberar uma quantidade de Estireno acima do que é considerado seguro pelo Ministério da Saúde. Um dos riscos que isso pode acarretar é o Câncer.

Alternativas ao copo plástico e redução de custo

Embora tenha um custo que pode ser considerado baixo, a alta demanda nas empresas faz com que se gaste muito com copos plásticos.
Um das saídas pode ser a compra de canecas, que podem ser personalizadas ao gosto da empresa.

Com uma Caneca Personalizada você pode tomar água ou café ou para qualquer que seja o consumo, bastando somente lavar e reutilizar novamente.

Mas o ideal é adquirir canecas de porcelana, vidro e alumínio etc, pois trocar copos descartáveis por canecas de plásticos estaria apenas trocando seis por meia dúzia.

Mas essas atitudes não serão baratas e podem resultar , pelo menos de imediato, um aumento nos gastos das empresas. Mesmo que no futuro esses aumentos sejam compensados pela economia no corte dos gastos com copos. Nem todas as empresas poderão arcar com esse custo.

Se a ideia é contribuir com o planeta e com a natureza e ainda por cima economizar, existem outros métodos. Todos partem do estimulo da utilização de xícaras pessoais.

Cada funcionário leva a sua própria caneca e pode deixar em sua mesa ou na bolsa.

Para estimular ainda mais a adesão, uma saída interessante é promover competições de canecas personalizadas, onde os próprios colaboradores da empresa escolhem a mais divertida, a mais moderna. Os critérios podem ser os mais diversos.

Atitudes simples como essas podem significar efeito positivos a médio e longo prazo para o nosso planeta e a garantia de uma planeta mais sadio para as futuras gerações.

Compartilhar

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado.

WhatsApp chat